Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Quando a ex resolve atacar

Já diz o  "velho deitado" : Ex bom(boa) é ex morto(a)! - Palavras sábias. Mas quem é que está livre dessa cruz pra carregar?      Nesse caso irei tratar das ex do nossos loves, essas mal amadas e rancorosas que vivem perturbando e se metendo na vida das atuais de seus ex. Cá entre nós, sabemos que não é fácil ser trocada, é uma dor nos cornos que mulher nenhuma merece, é uma facada no orgulho, na vaidade e na auto estima de qualquer mulher. Ela se sente ferida, humilhada, um trapo velho que um sujeito traidor e sem escrúpulos pisou e cuspiu em cima. Tudo bem, traição é detestável, abominável, nós somos definitivamente contra, mas isso não impede que exista. Qual mulher nunca foi traída ou trocada por outra na vida? Se ainda não foi, acredite, vai ser! É a verdade da vida e não estou aqui para ser hipócrita. Ser humano trai mesmo, e pior ainda é o ser humano bicho homem! Mas se tem uma coisa que é ainda pior, é mulher que é deixada e fica se rastejando atrás do traste que a fe

As críticas prejudicam o amor

CONSULTAS DE TARÔ E BARALHO CIGANO ONLINE!! O relacionamento está difícil? Aquele amor vai aparecer?  Como sair de uma situação na qual se sente sem direção? Aproveite a promoção: 20 minutos de consulta por msn com áudio = R$ 35,00 30 minutos de consulta por msn com áudio = R$ 55,00 60 minutos de consulta por msn com áudio = R$ 95,00 Clique aqui e agende sua consulta agora!! Por Bel Cesar Quando a tensão num relacionamento está muito alta, é comum transpor os desafios por meio de discussões que levam a rompimentos. Devido a ressentimentos não expressos e a frustrações não digeridas, criticamos o outro como uma forma de pedir por mais atenção. Que estranha mania: diminuímos o outro com a intenção de que ele nos dê mais!   Por experiência própria, sabemos que criticar com a intenção de agredir é uma forma ineficaz de expressar insatisfação e pedir atenção. No entanto, a crítica é uma forma comum de solicitação.   Quando um parceiro procura aproximar-se do outro de maneira crítica e raivo

Você se sente sufocado na relação?

Amor e apego exagerado andam quase sempre de mãos dadas. Isso porque, quando o assunto toca o coração, fica difícil ver com clareza ou manter o equilíbrio. Razão dá lugar à emoção e, se você não está na mesma sintonia que o amado, pode carregá-lo a reboque, aprisionado. O contrário também acontece e você começa a achar que sem aquela metade, sua laranja nunca vai ter o mesmo gosto. Mas tudo isso é negativo se o apego se transformar em prisão. Aí, é fato que tudo que você faz apenas enterra ainda mais a relação, perdendo referência de liberdade e individualidade. No meio desse caminho, a relação desbota. Perde a cor, o cheiro. O desejo vai embora e fica complicado resistir à anulação. O psicólogo Paulo Tessarioli, especialista em sexualidade humana, afirma que dependendo da fase do relacionamento, o apego é esperado. "Mas quando amar demais é a expressão de um amor sem limites, em que o outro se torna uma espécie de obcessão , sem dúvida este sentimento pode assustar&

Subterfúgios

Fugir da dor - parece que todo mundo quer isso. Uns enchem a cara, se afogam naquilo que apenas por alguns momentos apaga da memória as cenas de um coração partido. Outros fogem procurando esquecer a vida se entupindo de qualquer coisa que os façam dormir e ainda tem aqueles que fogem se escondendo em outro alguém. Pior ainda, tem gente que faz tudo isso junto. Mas não estou aqui para julgar, cada um cria seus subterfúgios e tenta sobreviver. Não é fácil lidar com a dor, tem que ser muito "gente grande" para se virar com ela, tem que saber que ela vai ficar um tempo, é uma visitante irritante que vem se hospedar dentro da gente e se não dermos atenção ela finge que foi embora, se faz de morta, mas a gente sabe que ela está por ali em algum cômodo, aborrecida e quieta, tramando sua vingança que a qualquer momento pode nos atacar de surpresa. A dor é uma criança mimada, ela nos convida a chorar com ela, a ter crises neuróticas, a passar noites em claro curtindo uma fossa. Ela q