Pular para o conteúdo principal

Subterfúgios




Fugir da dor - parece que todo mundo quer isso. Uns enchem a cara, se afogam naquilo que apenas por alguns momentos apaga da memória as cenas de um coração partido. Outros fogem procurando esquecer a vida se entupindo de qualquer coisa que os façam dormir e ainda tem aqueles que fogem se escondendo em outro alguém. Pior ainda, tem gente que faz tudo isso junto. Mas não estou aqui para julgar, cada um cria seus subterfúgios e tenta sobreviver. Não é fácil lidar com a dor, tem que ser muito "gente grande" para se virar com ela, tem que saber que ela vai ficar um tempo, é uma visitante irritante que vem se hospedar dentro da gente e se não dermos atenção ela finge que foi embora, se faz de morta, mas a gente sabe que ela está por ali em algum cômodo, aborrecida e quieta, tramando sua vingança que a qualquer momento pode nos atacar de surpresa.

A dor é uma criança mimada, ela nos convida a chorar com ela, a ter crises neuróticas, a passar noites em claro curtindo uma fossa. Ela quer nos ver soluçando, afundando no infortúnio, sem querer sair de casa, sem vontade de comer, de ver gente, de viver, achando que é o fim! E o mais interessante é que se a gente se entrega a ela e como bons anfitriões nos colocamos ao seu dispor, ela satisfeita, pega suas malas e vai embora procurar um outro para doer.

A vida me ensinou o que é mais sábio. Não adianta tentar escapar... esquecer um amor com outro amor, não, não acredito porque você não consegue amar outra pessoa antes de esquecer a anterior. Não dá para ler um livro novo se a história do anterior ainda está me aguçando a mente, não vou ler direito, vou ficar pensando no que poderia ser, no que devia ter sido, vou ficar com vontade de rasgar o livro novo só de raiva por não ter um enredo que me faça esquecer do outro. Não, um amor novo, não cura um amor velho. Para nascer um novo amor o antigo precisa de morte declarada, ter velório, choro, vela e ser enterrado à sete palmos! Você ainda tem que passar um bom tempo se descabelando, sofrendo - Luto!

É muita sacanagem esperar que alguém seja responsável por curar uma dor que foi você mesmo que procurou. A outra pessoa não tem nada a ver com isso. Seu coração está em pedaços, sangrando e você quer que ela te anestesie e dê os pontos? Que falta total de vergonha na cara. Imagina essa pessoa que por te amar até se propõe a cuidar das suas feridas, cata seus pedaços, costura e ainda assim continua sangrando... Sabe porquê? Porque você não se curou, porque muitas vezes vai doer e a pessoa que tentou te curar vai sofrer porque ela vai se sentir como aquele livro novo que o enredo não encanta...

Quem cura o coração não é outro alguém, é você e o tempo! O mínimo que poderia fazer era aparecer para uma outra pessoa de coração inteiro, limpo e totalmente aberto,  mas para isso deixe de fugir da dor e fuja dos subterfúgios!

" Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida
está no amor que não damos, nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento,
perdemos também a felicidade."


Carlos Drumond de Andrade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tarô 8 de copas - Lidando com a rejeição

Entre tantas cartas que expressam tão bem a representação do 8 de copas, encontrei esta que mostra bem um aspecto desta carta que quero colocar aqui hoje. As cartas do 8 de copas geralmente mostram uma cena onde há escuridão, tristeza e dor, porém esta carta mostra uma situação diferente onde a mulher está partindo, dando as costas ao ambiente escuro, vislumbrando em sua frente uma noite clara e enluarada com pássaros voando. É o momento da saída da caverna, do entedimento desta etapa e de sua necessidade. Depois que a compreensão se instala e então a pessoa que já esteve no fundo do poço, já chorou, já encarou suas piores dores, se aceita e abandona aquele estado. Nesta carta também o 8 de copas está bem determinado com 5 taças à esquerda e 3 à direita, nos remetendo então as cartas 5 de copas e 3 de copas, onde 5 de copas na posição do passado, mostra que as mágoas, ressentimentos e dores ficaram para trás e o 3 de copas na posição do futuro, revela esperanças, desejos d

Você é uma Princesa de Espadas?

O naipe de espadas sempre traz uma energia muito forte de raciocínio e poder mental, portanto, essa princesa tem essas características marcantes. Ela foge do convencional, possui uma alma guerreira, tem convicções, propósitos e ideias pelos quais ela costuma lutar.  A princesa de espadas sabe da sua posição e por ser mulher não aceita se subjugar e aceitar antigos conceitos que a prendam ou a condicionem a ser uma mulher à espera de seu príncipe, ela não é sonhadora, nem muito romântica, ela é prática e gosta de agir. A princesa de espadas carrega em si o masculino e o feminino de forma que se sente muito confortável transitando por esses universos. Ela planeja, administra, calcula e age ao mesmo tempo que nutre em si a doçura e a feminilidade que despontam em momentos únicos e para poucos. Ela deseja ter ao lado um príncipe com honradez, com fortes ideais, um homem com quem possa se conectar mentalmente. Ela prefere os inteligentes, perspicazes e audaciosos. É uma princ

Descubra seu ascendente e signo Lunar

Para saber seu signo ascendente é preciso que saiba a hora exata do seu nascimento ( consta na certidão de nascimento). Signo ascendente representa a forma como se mostra para as pessoas, a forma como as pessoas te enxergam de primeiro momento. É nossa embalagem. Signo Lunar representa a forma como sente o mundo, as coisas e as emoções, a forma como reage emocionalmente diante da vida. Para saber qual é seu ascendente e seu signo lunar Clique aqui