Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Vambora acreditar no amor? - Tarô e as coisas do coração

Dúvidas em relação ao que seu par sente por você? Medos e inseguranças quanto ao futuro do relacionamento? Conflitos, desentendimentos, falta de comprometimento no amor? Rompimentos e decepções? Esperanças em reatar um relacionamento que chegou ao fim? - Todas estas questões o tarô pode esclarecer para você. Levando o entendimento, fazendo com que conheça melhor suas opções e suas reais possibilidades. As cartas de tarô podem auxiliar mostrando a você aquilo que seus olhos não conseguem enxergar e dando a você uma outra perspectiva em relação a sua vida amorosa. Direcionamento é a palavra chave para uma consulta de tarô para a vida amorosa. Perceberá que muitas vezes são medos podem ser infundados, pois quando estamos envolvidos numa situação de estresse, facilmente temos a tendência de acreditar no pior e com isso deixamos de ver a verdade dos fatos. A consulta então, se torna de grande importância para que sua visão se abra e neste momento poderá então perceber que as coisas não são

Entre a "dor" e o "nada", o que você prefere?

Não quero defender as relações falidas e que só fazem mal, nem estou sugerindo que as pessoas insistam em sentimentos que não são correspondidos, em relacionamentos que não são recíprocos, mas quero reafirmar a minha crença sobre o quanto considero válida a coragem de recomeçar, ainda que seja a mesma relação; a coragem de continuar acreditando, sobretudo porque a dor faz parte do amor, da vida, de qualquer processo de crescimento e evolução.   Pelas queixas que tenho ouvido, pelas atitudes que tenho visto, pela quantidade de pessoas depressivas que perambulam ocas pelo mundo, parece que temos escolhido muito mais vezes o “nada” do que a “dor”. Quando você se perguntar “do que adianta amar, tentar, entregar-se, dar o melhor de mim, se depois vem a dor da separação, do abandono, da ingratidão?”, pense nisso: então você prefere a segurança fria e vazia das relações rasas? Então você prefere a vida sem intensidade, os passos sem a busca, os dias sem um desejo de amor? Você

Carta 5 de copas e auto-enganação

Eu já havia antes falado a respeito da carta 5 de copas, sobre a desilusão e hoje venho aqui falar sobre os relacionamentos que chegam ao fim, pois durante a consulta com meus clientes, tenho percebido o quanto o tema amoroso importa e tem seu peso e medida. A gente sabe que tudo na vida passa por um ciclo, começo, meio e fim e o término é geralmente desgastante, entristecedor, porém, necessário! Hoje eu quero falar principalmente a respeito de relacionamentos em que as pessoas abandonadas acreditam que foram pegas de surpresa, pois não esperavam de forma alguma que o(a) parceiro(a) fosse capaz de terminar a relação.  O que ocorre na verdade, na grande maioria dos casos, é que nada foi de surpresa, a pessoa já vinha dando sinais de que não estava feliz, já vinha demonstrando por meio de atitudes, gestos ou palavras sua insatisfação, para ela o aviso estava dado, já havia disparado o alarme e acreditava que o sinal vermelho estava piscando diante dos olhos do outro, só que o

Quem é Deus, nas cartas de tarô?

Será que o universo conspira mesmo à nosso favor? Será que realmente existe uma força cósmica capaz de realizar nossos desejos? Magia? Energia divina? Deus? Tem muita gente que acredita em pré destino, que nascemos já com uma rota traçada da qual não podemos e nem devemos mudar a direção. Eu creio que o nosso destino somos nós quem fazemos, somos nós que o traçamos e que chegamos aqui com a única e simples missão de sermos felizes, mas a felicidade é muito específica e diferente para cada um de nós, ninguém pode chegar em sua frente e te apontar o que você deve fazer para ser feliz, essa é uma escolha individual e muito particular, apenas você mesmo é capaz de saber o que te traz alegria, bem estar e realização. Existem muitas frases feitas e ditos populares no que se refere a Deus: Deus é bom, Deus é pai, Deus é fiel, mas eu sempre achei que a mais verdadeira é : Deus é justo! Porque para ser justo não cabe uma visão do bem e do mal, mas a do ponto de equilíbrio, assim como

Érica de Salve Jorge - Mulher estepe! Por que me arrasto aos seus pés?

Quem assite a novela sabe que o bonitão aí da foto ama mesmo outra mulher e mesmo assim a pobre apaixonada da Érica aceitou seu pedido de casamento, aceitou voltar para ele e quis dar uma nova chance. O cara já a fez sofrer horrores, já a deixou, pegou de volta e depois abandonou denovo e ela sempre acreditando que em cada volta pode dar certo,  aceitando dele aquele "amor de ping-pong" que ela sabe que é pouco, mas mesmo assim quer porque já é melhor do que nada. Essa atitude da personagem da novela se repete muito na vida real, tenho acompanhado isso muito de perto em muitas clientes que me procuram querendo saber se seus amores vão mudar ao darem a eles uma nova chance, querendo saber se a amam de verdade e noto em 100% delas o altíssimo grau de insegurança, de baixa autoestima e de carência. Se submetem a ter por perto uma pessoa que não as oferece o mínimo de valor que elas merecem, aceitando migalhas de afeto e atenção. Mulher estepe é essa que serve para substituir um

Relacionamentos desgastantes - tem conserto?

Cada ser humano é único, formado com sua visão de vida, seus conceitos, suas idéias, sua moral... Uma vida a dois requer uma dose muito grande de paciência e outra maior ainda de compreensão, mas a verdade é que não é nada fácil manter o controle e ter a disposição para fazer as coisas funcionarem mais tranquilamente. Quando as queixas se tornam constantes, as cobranças ficam cada vez mais intensas e as ofensas começam a fazer parte do cotidiano do relacionamento, então é momento de alerta, existe um sinal vermelho imenso piscando, mostrando que o convívio está em zona de perigo. É importante se questionar sobre o que mudou, porque tudo ficou diferente? Onde está agora aquela sensação de bem estar, de ser amado(a) de antes? O que houve com o diálogo? Aqueles momentos de risos e descontração? Para onde foram as brincadeiras e o bom humor? Os relacionamentos se desgatam quando o casal começa colocar prioridades em coisas que estão fora deles, como o trabalho, os filhos, as contas para pa