Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

Quando o tarô se torna um vício

Drika Gomes taróloga Tomo por princípio que qualquer dependência não faz bem e no que se refere às consultas de tarô, sou muito firme no que se refere a não fazer do cliente uma pessoa dependente, pois isso em nada auxilia a pessoa em seu processo de crescimento. Acontece que muitos(as) clientes, por passarem por uma situação difícil e estarem num momento muito frágil de suas vidas, acabam utilizando o tarô como uma tábua de salvação, se apegando ao ponto de não tomarem decisões no seu dia-a-dia sem antes consultar às cartas e o bom tarólogo, o profissional consciente, quando percebe esse comportamento sabe que é momento de mudar  seu direcionamento, fazendo com que esse(a) cliente vá ganhando entendimento  e com isso comece a ganhar mais confiança em si mesmo(a) para que suas decisões sejam tomadas por conta própria.  Clientes que nos procuram semanalmente, sempre com os mesmos questionamentos, além de mostrarem que não estão conseguindo entender os conselhos das cartas, mostram

Quando o(a) parceiro(a) é um Rei de Copas

A princípio o Rei de copas é um ser maduro, sábio, que consegue ter o controle de suas emoções. Tem temperamento tranquilo e ponderado, pois a vida já lhe deu experiências suficientes para distinguir o que lhe é ou não importante, portanto, não verá um Rei de copas entrando numa discussão qualquer, nem tendo arroubos de ciúmes e paixões furtivas. Ele sabe muito o que quer e é um grande observador das pessoas com quem se relaciona. Dá liberdade porque já aprendeu que nenhum relacionamento pode dar certo sem confiança, mas se por algum motivo essa liberdade que ele oferece for mal utilizada, ou seja, se ele perceber que está sendo enganado ou de alguma forma ludibriado, simplesmente sai do relacionamento com serenidade e decisão, sem fazer nenhum tipo de cobrança, reclamação ou alarde. E nem pense que ele cederá a chantagens emocionais e choros de arrependimento, ele encarará isso como pura falsidade e não se comoverá. Ele irá sofrer sim, pois se entrou no relacionamento foi porque acred

Como agem os florais de Bach?

Os florais combatem os problemas emocionais?  Na Terapia Floral buscamos o desenvolvimento dos aspectos positivos necessários para uma pessoa se equilibrar.  Por exemplo, se uma pessoa está apresentando medo, procuraremos saber quais as razões desse problema. Tendo essa resposta, procuraremos os florais mais adequados para que ela desenvolva a coragem, auto confiança, etc. Funciona da mesma forma para outros inúmeros sintomas, como ansiedade, agitação, descontrole, tristeza, impaciência, etc.   Dessa maneira a positividade fica maior e a negatividade perde a força e o espaço, e deixa de se manifestar.  Como agem?  Cada flor tem uma qualidade específica, similar à virtude que precisamos desenvolver para conquistar o equilíbrio emocional ou alcançar outros objetivos internos.  A virtude da flor é uma informação e essa informação poderia ser entendida como se fosse um “ princípio ativo não material da flor”.  Quando entramos em contato com o floral, a informação da flor entra em

As fatalidades serão destino? Carta da lua

Para falar a respeito do karma, a carta que melhor representa esse processo é a carta da lua. O arcano de A Lua simboliza os temas não resolvidos internamente e que oprimem a consciência. São temas com que não lidamos de modo livre e gratificante, ou seja, que “nos deixam no escuro”, desorientados e sem saber para onde ir. Criam o que os círculos esotéricos chamaram de a  Noite Escura da Alma . Essas sensações são criadas porque intimamente nos sentimos de algum modo intimidados e incapacitados de lidar com o tema quando ele se apresenta. O sofrimento ou limitação que ele representa estão encravados em nós numa memória muito mais profunda do que a que dispomos conscientemente. Os Karmas negativos são isso. Todo é qualquer karma pode ser transmutado, temos em nossas mãos o poder de sair da fase obscura da lua, mas isso depende única e exclusivamente de nós mesmos. Acredito sim que tudo que nos acontece na vida não é por acaso, somos nós quem atraímos to