Arquivo do Blog

quinta-feira, 17 de abril de 2014

No amor e na amizade - quando é preciso apertar os laços

Os relacionamentos são um organismo vivo, sendo assim precisamos alimentá-los, cuidar deles, fazer com que a vida que existe dentro dessa relação tenha movimento e ligação.

Claro que isso não é fácil, requer de nós esforço, empenho, muita paciência, mas principalmente uma incrível boa vontade para fazer com que tudo fique bem. 

Vou ser extremamente verdadeira quando digo que pode ser muito cansativo e chato tentar ficar adivinhando onde deixou pontos falhos, onde foi que a costura não pegou direito ou afinal de contas, o que foi que você fez ou disse para que o outro se magoasse, distanciasse ou esfriasse com você. É certo que cada pessoa é um universo e sendo assim todos somos diferentes, podemos ter semelhanças, mas são as diferenças que muitas vezes nos colocam em atritos e nos botam em cheque diante de outro alguém, mas e aí? Como lidar com isso? Será que é melhor virar a cara, ficar emburrado num canto e sumir?

Sou da opinião de que o diálogo é sempre o caminho mais certo, mas um diálogo é quando um fala e outro escuta e vice-versa, é quando você dá espaço para conhecer o ponto de vista do outro e tentar entender, se colocar em seu lugar e a partir daí se observar por meio de outros olhos. A verdade é que ninguém é tão bom que saiba exatamente quem é, nossa visão sobre nós mesmos é limitada pela nossa consciência e percepção, sempre iremos depender das pessoas se desejarmos mesmo saber quem somos, pois se tornam nosso termômetro e nosso espelho.

Lidamos com pessoas diariamente e tenho plena consciência que um pouco de política se faz necessária em qualquer tipo de relacionamento. Não dá pra levar tudo à ferro e à fogo porque assim teremos muito mais facilidade em destruir do que construir e fortalecer laços, para uma pessoa tão ariana quanto eu, confesso que a política não é meu forte, mas a gente aprende, vamos quebrando um gelo daqui e outro dali, largando as flechas e escudos pelo chão, aos poucos, enfim o que vale é a disposição em se permitir apertar os laços.

Os conflitos, desentendimentos e confrontos sempre irão existir e acredito que é até muito saudável, são movimentos dentro das relações que nos obrigam a mudar de rumo, trocar posturas, exercitar outros pensamentos e utilizar novas ferramentas. O que não é legal é permanecer imóvel, estático, seja por birra, orgulho ou vaidade - o que não nos leva a lugar algum.

A vida só é vivida quando está em movimento!




Drika Gomes
Taróloga e terapeuta









Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário