Arquivo do Blog

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Você quer uma consulta de tarô com seriedade? ( ) Sim ( ) Não


Pode parecer brincadeira, mas não é! Pode parecer apenas um jogo, mas não é! Pode parecer uma distração, um passa-tempo, um jogo de azar, mas não é mesmo! Tarô é coisa séria, gente. Às vezes me irrito com alguns comentários do tipo " Isso dá certo mesmo?" "Ah eu não acredito em nada disso" " Tudo isso que você está me dizendo é verdade mesmo?" " Você está vendo isso aí nas cartas ou fala só para me agradar?"

Eu entendo perfeitamente que as pessoas são desconfiadas, pois existem por aí "tarólogos" de todos os tipos e a primeira coisa que uma pessoa percebe quando se consulta comigo é o quanto eu levo a sério meu trabalho e o quanto o tarô é uma ferramenta importantíssima para auxiliar na vida de qualquer indivíduo e em todas as áreas.

As cartas de tarô vão mostrar a você a VERDADE  que suas energias apontam e não a verdade que você quer ouvir ou ver. Se você está inseguro(a) diante uma situação o tarô vai te mostrar as raízes dessa insegurança e quase sempre elas se encontram do lado de dentro e não do lado de fora, ou seja, as origens dos dilemas estão dentro de você, nos seus pensamentos limitantes, nos seus medos, nos fantasmas que você mesmo cria de forma inconsciente ou não e nesse momento em que seus "bichos" são todos soltos e colocados diante dos seus olhos a primeira coisa que surge é o espanto e a negação. É muito mais fácil acreditar que o problema está no outro, que suas dificuldades são culpa do outro, isso porque as pessoas não querem se enxergar e se acham tão perfeitas e maravilhosas, fazem tudo sempre tão certinho que não seria nenhum pouco estranho se acordassem uma bela manhã e ao se olharem no espelho vissem uma linda auréola sobre suas cabeças, mas os chifrinhos do capeta ninguém quer, né?

Temos dentro de nós o yin e o yang, o claro e o escuro, o bem e o mal, são as energias que nos formam assim como os prótons e os elétrons e temos que aceitar essas energias e aprender a viver bem com elas.

Quando a pessoa depois de receber uma resposta do tarô se sente revoltada é porque não aceita aquelas verdades e quanto a isso não posso obrigar ninguém a acreditar, apenas mostro o que aparece, a aceitação apenas depende da pessoa, assim como o que ela vai fazer a respeito também. O oposto também ocorre com frequência, das cartas saírem tão positivas que a pessoa duvida que tudo aquilo de bom possa realmente acontecer.

Torno a dizer que o tarô não é um brinquedo que você usa quando está ocioso ou para se distrair e mesmo que alguém venha procurar uma consulta baseado nesta energia, o tarô vai funcionar com sua seriedade do mesmo modo, claro que depende muito também do tarólogo que o utiliza.

O tarô é um instrumento que conversa com suas energias e traz em forma de imagens os reflexos do seu passado, presente e futuro.

Que o tarô seja levado a sério da forma que realmente merece e deste modo então que possa ser um maravilhoso instrumento para promover o autoconhecimento e empoderamento das pessoas a respeito de eliminar toda a ignorância e expandir o grande potencial que existe em cada um de nós.








Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário