Pular para o conteúdo principal

Será que vale a pena insistir?

Sabe quando você tem um sonho e preenche todos os seus dias com a intenção de fazer esse sonho se tornar realidade? E luta por ele, corre atrás, busca informações, aprende, trabalha e se dedica de corpo e alma na certeza de que o sonho vai virar algo real em sua vida? E então um dia, depois de tantos esforços, depois de tanto desgaste e dedicação, finalmente você chega lá! Alcança o topo da montanha, realiza seu grande sonho... Sua vida então se enche de realização, euforia, gratidão e as melhores sensações passam a existir dentro de você, enfim, a plenitude...

Você passa desfrutar dos prazeres deste lindo sonho, mas dos temores também porque geralmente tudo aquilo que mais queremos também é aquilo que mais tememos, já parou para pensar nisso? Começa a aparecer na cabeça um monte de "se" - E "se" não der certo? E "se" acontecer algum problema? E "se"... (variados). Porque será que a gente sente tanto medo?

A grande dificuldade é quando o medo também se realiza, deixa de existir apenas no mental e vem para vida real, trazendo diante dos nossos olhos o pior dos fantasmas, a decepção, a frustração, a desilusão. E agora como lidar com isso? Não é fácil ir do céu ao inferno, ainda mais quando tudo acontece de forma rápida, num dia tudo está lindo e perfeito e no outro a coisa toda desmorona, todo aquele sonho lindo se desfaz e o que nos resta é a dor, a sensação de estar caindo num abismo e não ter como se salvar.

Enquanto você está caindo no abismo, não há nada que alguém possa fazer por você, a única certeza é que você vai se espatifar mesmo! Vai se ferir, vai doer, vai chorar, mas você pode escolher por quanto tempo vai permitir que essa dor doa. Tem gente que fica mal por décadas, anos e outras por alguns dias... Tudo vai depender de como você lida com a dor. Eu sempre penso que a dor existe para doer, não podemos ignorá-la, é um sentimento que precisa ver vivenciado assim como a alegria, o prazer e a paixão. Claro que ninguém gosta de sofrer, mas é um mal necessário, o sofrimento pode também nos fortalecer e servir como um momento de pausa nessa busca frenética pelo que se deseja, serve como uma fase para nos entendermos e nos questionarmos do que realmente importa, do que realmente queremos, se é válido continuar insistindo ou não, se precisa mudar suas táticas ou não, enfim, o estado de sofrimento também pode ser útil para nos reorganizarmos mental e emocionalmente, já que é uma dor que nos retrai, que nos obriga a olhar para dentro. Nem sempre é viável insistir em algo que após algumas tentativas, resulta em insucesso. Por isso a gente sempre precisa manter a razão mais apurada, analisar os prós e os contras e tentar tomar atitudes que venham a nos beneficiar futuramente. Claro que se não deu certo uma, duas, três vezes, a chance de não dar certo na próxima é bem grande, né? Mas se a esperança e o desejo forem maiores que os traumas, então ótimo, vambora tentar denovo... Porém, tem casos que o cansaço domina, a gente cansa de bater a cara no muro, cansa de se frustar e então optamos por outro caminho, abandonamos aquele sonho que de tanto dar errado, acabou se tornando algo pesado e difícil, resolvemos então seguir adiante, não que seja uma desistência porque fraquejamos, mas porque queremos nos manter fortes.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tarô 8 de copas - Lidando com a rejeição

Entre tantas cartas que expressam tão bem a representação do 8 de copas, encontrei esta que mostra bem um aspecto desta carta que quero colocar aqui hoje. As cartas do 8 de copas geralmente mostram uma cena onde há escuridão, tristeza e dor, porém esta carta mostra uma situação diferente onde a mulher está partindo, dando as costas ao ambiente escuro, vislumbrando em sua frente uma noite clara e enluarada com pássaros voando. É o momento da saída da caverna, do entedimento desta etapa e de sua necessidade. Depois que a compreensão se instala e então a pessoa que já esteve no fundo do poço, já chorou, já encarou suas piores dores, se aceita e abandona aquele estado. Nesta carta também o 8 de copas está bem determinado com 5 taças à esquerda e 3 à direita, nos remetendo então as cartas 5 de copas e 3 de copas, onde 5 de copas na posição do passado, mostra que as mágoas, ressentimentos e dores ficaram para trás e o 3 de copas na posição do futuro, revela esperanças, desejos d

Você é uma Princesa de Espadas?

O naipe de espadas sempre traz uma energia muito forte de raciocínio e poder mental, portanto, essa princesa tem essas características marcantes. Ela foge do convencional, possui uma alma guerreira, tem convicções, propósitos e ideias pelos quais ela costuma lutar.  A princesa de espadas sabe da sua posição e por ser mulher não aceita se subjugar e aceitar antigos conceitos que a prendam ou a condicionem a ser uma mulher à espera de seu príncipe, ela não é sonhadora, nem muito romântica, ela é prática e gosta de agir. A princesa de espadas carrega em si o masculino e o feminino de forma que se sente muito confortável transitando por esses universos. Ela planeja, administra, calcula e age ao mesmo tempo que nutre em si a doçura e a feminilidade que despontam em momentos únicos e para poucos. Ela deseja ter ao lado um príncipe com honradez, com fortes ideais, um homem com quem possa se conectar mentalmente. Ela prefere os inteligentes, perspicazes e audaciosos. É uma princ

Descubra seu ascendente e signo Lunar

Para saber seu signo ascendente é preciso que saiba a hora exata do seu nascimento ( consta na certidão de nascimento). Signo ascendente representa a forma como se mostra para as pessoas, a forma como as pessoas te enxergam de primeiro momento. É nossa embalagem. Signo Lunar representa a forma como sente o mundo, as coisas e as emoções, a forma como reage emocionalmente diante da vida. Para saber qual é seu ascendente e seu signo lunar Clique aqui